Imagine agora, várias pessoas com um mesmo documento aberto na tela e cada um escrevendo uma parte, na hora em que esse documento for salvo, você imagina o que pode acontecer? Sim. Um caos! Partes serão perdidas, sobrescrita por outras e certamente muito retrabalho para colocar tudo em ordem novamente

Uma das utilidades do GIT é garantir que isso não aconteça, o GIT permite que os arquivos possam ser editados ao mesmo tempo por várias pessoas. O GIT mantém a ordem e organização de todo o projeto para evitar problemas aos desenvolvedores e a quem estão prestando serviços.

 

O QUE É GIT?

GIT é um sistema de controle de versão de arquivos. Por meio dele, pode se desenvolver projetos no qual várias pessoas podem colaborar ao mesmo tempo, criando e editando novos arquivos, sem a existência de riscos de perdas ou alterações do projeto.

Outro ponto importante do GIT, na verdade é um diferencial de muitos softwares, é a oportunidade de criar a qualquer momento vários snapshots (cópia instantânea) do projeto que está sendo elaborado ou editado, conhecido também como “nerdemenete” ou branch.

 

QUAL A IMPORTÂNCIA DO GIT?

O GIT se fundamento no trabalho em equipes, dá a oportunidade de várias pessoas trabalharem ao mesmo tempo no mesmo processo sem que haja empecilhos. O GIT leva a segurança de projetos digitais muito a sério, além de permitir o trabalho a distância ao mesmo tempo.

Hoje, times de alta performance de desenvolvimento usam o GIT para garantir qualidade nos processos e projetos, além de contar com os métodos de segurança.

 

PORQUE EMPRESAS QUE DESENVOLVEM COM GIT SE DIFERENCIAM?

O GIT se diferencia pela descentralização de sua arquitetura. O Subversion e CSV, contam com um repositório central. O que traz a desvantagem de manter baixa performance em muitas equipes e projetos caso estejam em um mesmo repositório. Além se ser necessário estar on-line para realizar algumas ações, como ramificações.

Na arquitetura descentralizada adotada pelo GIT, não há um único repositório, mesmo havendo essa possibilidade. O GIT disponibiliza vários repositórios, englobando a máquina do colaborador, que vai haver uma cópia completa e funcional, podendo ser utilizadas mesmo off-line.

Sendo tão importante para o prestador de serviços como para quem está recebendo o serviço, a segurança é garantida para ambas as partes. O que agrega mais valor aquele que adere o GIT. A prestadora de serviços irá ter mais performance trabalhando de forma ágil e eficiente, e a satisfação do cliente estará garantida, já que seu projeto será realizado com rapidez sem que se perca sua qualidade e segurança.

 

COMO O GIT FUNCIONA NA PRÁTICA?

O GIT lida com funcionalidades Branche ou ramificações. Cada novo commit (alteração de código), cria um novo ponto na ramificação atual. Vamos entender mais sobre cada uma dessas funcionalidades?

 

CLONE DO PROJETO: Para iniciar o projeto com o GIT, tem que obter o código-fonte do projeto que irá ser realizado e cloná-lo nas respectivas máquinas, para que seus arquivos fiquem disponíveis aos colaboradores que irão dar continuidade ao projeto.

BRANCH: Ao criar um Branch (“cópia espelho”), considera se uma nova ramificação, completamente independente, para alterações em arquivos do projeto sem que tenha interferência nos originais. Esse processo é um grande benefício gerado pelo GIT quando tem a necessidade da criação ou melhorias de novas funcionalidades.

COMMITS: Entre a criação e alterações dos arquivos, cria se as divisões em commits, que ficam salvas no histórico de alterações do projeto. Por isso é tão importante a descrição de cada commit ser clara e objetiva.

PUSH: Quando uma nova funcionalidade ou alteração está totalmente finalizado, acontece o envio da Branch, com tudo o que foi realizado, de volta ao repositório remoto. Ficando disponível a todos os colaboradores do projeto, que podem ver e fazer alterações.

MERGE: Para unir as modificações realizadas na Branch com os arquivos originais do projeto, você pode utilizar a função Merge. Depois de realizado esse procedimento, é necessário fazer o passo do commit e push, para envio da ramificação mesclada ao repositório principal, deixando disponível aos demais contribuintes.

 

MAS AFINAL PORQUE ESCOLHEMOS TRABALHAR NESSE MODELO?

O GIT tornou uma ferramenta indispensável com um papel importante nesse ciclo de melhoria e evolução permitindo que as esquipes se tornem times de alta performance e agregam cada vez mais valor a seu serviço.

O Time AdaptWeb pensando sempre no melhor do cliente e engajados e proporcionar as melhores experiências, integrou a utilização do GIT em todos os projetos que desenvolvemos, garantindo qualidade no produto final e melhoria contínua no processo de desenvolvimento.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA

Não deixe de pensar digital, fale com a Adaptweb 😀

Tenha gestão ágil

Conheça o GRPRO

Sistema exclusivo baseado em gestão ágil que administra todos os setores da sua empresa de um só lugar.

Fique por dentro

Saiba o que acontece na adaptweb e no mundo da tecnologia

Confira nossas mídias

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende já sua demonstração gratuitaNão perca mais tempo, tenha o GRPRO ativado em sua empresa com poucos passos!

 Envie-nos uma mensagem...

Somos movidos pela inovação Conte o que você está buscando e vamos começar essa jornada.

Não seja tímido! Envie-nos uma mensagem...

Agende já sua consultoria gratuita!Seja qual for o tamanho da sua empresa, nós temos a estratégia que irá elevar seu nível

Não perca essa chance! Envie-nos uma mensagem...